Homenagem do CRECISP aos Profissionais de Saúde

Vendas e locações em alta em novembro

Matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo em 23/01/2021

Mesmo que pontualmente – na comparação entre novembro e outubro – tenha havido queda, tanto no número de imóveis vendidos quanto alugados, o mercado imobiliário caminha para um fechamento em 2020.

O acúmulo do ano em casas e apartamentos vendidos encerrou novembro em alta de 55,01%. E as locações também terminaram o 11º mês do ano com resultado positivo em 17,25%.

Os números foram obtidos pela Pesquisa do CRECISP, feita com 903 imobiliária de todo o Estado.

“Esses índices indicam que, especialmente a partir do segundo semestre, houve uma boa reação nos negócios em todo o Estado, fruto também da retomada do comércio e reabertura das imobiliárias. A pandemia assustou, mas não conseguiu promover uma debandada de clientes”, comentou o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto.

Viana também acredita que esse movimento se mantenha quando surgirem os números relativos a 2021. “As pessoas passaram a buscar novas formas para negociar imóveis, evitando a exposição ao coronavírus. Muitos profissionais mantiveram seus empregos em home office e, assim, tiveram que ir à procura de casas e apartamentos que comportassem essa nova realidade.”

O Índice Estadual de Preços dos Imóveis Residenciais Usados (IEPI) do Conselho – que verifica a variação de valores do metro quadrado e de locação de casas e apartamentos no Estado de São Paulo fechou novembro em alta de 2,58%. O Índice Crecisp foi calculado analisando os preços médios de 2.937 imóveis no período.