Homenagem do CRECISP aos Profissionais de Saúde

Polícia investiga golpes em Itapetininga

Fonte: TV Tem

Pelo menos três tipos de golpes estão sendo aplicados com frequência na região de Itapetininga (SP). Entre eles o da liberação de empréstimos bancários sem autorização dos beneficiários e o da locação de imóveis com depósitos antecipados.

Maria Salete é moradora de Cerquilho (SP) e percebeu que foi vítima de um golpe após o registro de seis empréstimos realizados sem autorização no nome dela. "Eu fiquei preocupada, porque desse jeito meu dinheiro não daria nem para comer. A minha nora tirava os extratos e falava que tinham feito outro empréstimo", conta.

Casos como esse estão sendo registrados com frequência no Procon da cidade. De acordo com Eliane Cristina Diniz, coordenadora do órgão, por dia são atendidas pelo menos três pessoas com as mesmas reclamações e problemas. "Algumas pessoas percebem de imediato quando o depósito é feito em conta corrente e nos procuram. Já outras, quando percebem, tiveram desconto de duas ou três parcelas deste empréstimo e não conseguem saber onde foi parar o valor creditado", explica.

Já em Avaré (SP), aproximadamente 20 pessoas teriam sido enganadas por uma mulher que anunciava imóveis para locação nas redes sociais. Ela pedia um adiantamento e depois desaparecia com o dinheiro. Uma das vítimas conversou com a TV TEM e contou como a suspeita agia ao fechar negócio com as vítimas. "Ela falou que a casa estava disponível e deu o valor total de R$ 1,5 mil.  Perguntei como eu faria pra ver a casa, ela enrolou, disse que estava em uma gravidez de risco e que mal podia levantar da cama. Perguntei como faria para acertar, pois eu queria ficar com a casa para as festas de fim de ano e ela disse que eu teria que pagar metade do valor adiantado. Ela mandou um motociclista buscar o dinheiro comigo e eu dei R$ 500", relata.

Outro golpe aplicado foi em Itapetininga (SP), quando Mariza Aparecida Bonfim foi a uma agência bancária para tentar receber o auxílio emergencial. "Me disseram que o valor tinha sido sacado em outra cidade, em Santo André", conta.

Independente do golpe, a Polícia Civil orienta para que a vítima registre o boletim de ocorrência. No caso de empréstimos consignados, por exemplo, a responsabilidade sobre a devolução do dinheiro ou cancelamento do serviço oferecido é das agências bancárias, segundo a polícia. O INSS informou que as denúncias serão investigadas e os valores serão devolvidos se comprovadas irregularidades.

Com relação ao golpe do aplicado para a locação da casa, a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Avaré informou que a suspeita foi encontrada e vai ser investigada por estelionato em liberdade. Quatro boletins de ocorrência desse crime foram registrados até agora. Sobre a liberação do valor do auxílio emergencial, a Caixa Econômica Federal disse que tem usado vários mecanismos para evitar a ação de fraudadores e informou que quem for lesado deve procurar uma agência bancária.