Homenagem do CRECISP aos Profissionais de Saúde

Palestrante fala sobre inovação digital e o Covid19

O evento ocorreu na Quarta Nobre


No dia 7 de outubro,  o especialista em Comércio Exterior, Alexandre Gomiero, ministrou palestra online na Quarta Nobre e falou aos internautas sobre a inovação digital e a sua aplicação no mundo pós-Covid19, nas empresas e o que gera ganho de produtividade e redução de custos. Ele começou questionando como será a tendência da utilização de novas tecnologias no mundo pós-Covid19.

Segundo o palestrante, a tecnologia caminhou perante as revoluções industriais. A primeira aconteceu no período 1760 a 1840, quando saímos de uma produção artesanal,  para uma mecanizada. A segunda Revolução Industrial já foi no começo do século 20, marcada pela produção em massa,  com a utilização de energia elétrica e a primeira guerra mundial.

No decorrer da apresentação, Gomiero enfatizou também a  terceira Revolução Industrial, com  o surgimento dos computadores,  a utilização dos eletrônicos e automatização dos processos. “Na quarta Revolução que estamos hoje, foi unida a atividade cibernética com a física, fazendo com que se comuniquem entre si, gerando dados para tomada de decisão e aumento de produtividade.”

“Então, no contexto histórico,  com a crise financeira mundial de 2008, e principalmente a guerra comercial entre Estados Unidos e China,  tivemos um grande momento de instabilidade para o desenvolvimento.  Um termo chamado VUCA (em inglês) - volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade - exprime exatamente isso.”

De acordo com o palestrante, as tecnologias disruptivas são fundamentais para ajudar as empresas no desenvolvimento da sua produção,  na armazenagem em grande quantidade e na possibilidade de fazer análises preditivas para tomada de decisões,  além da robotização de processos.

“Trabalhando também na automatização em processos repetitivos, a internet das coisas, onde você conecta vários dispositivos, existe uma central de comando e você faz esses dispositivos se conectarem. A impressão 3D, onde se trabalha fazendo confecção, além do trabalho de indústrias para ter uma precisão  e a  realidade aumentada também é são fatores extremamente importantes.”

Gomiero destacou que, em 2020,  tínhamos uma transformação digital batendo à porta das empresas. Cada qual, em um determinado momento, entraria nessa revolução. E dessa transformação digital até o momento em que apareceu o COVID, foi um  como um meteoro atingindo a Terra. “No primeiro instante, o mundo entrou em choque,  em estado de letargia. Ninguém entendia que a doença era pouco conhecida e apresentava uma alta letalidade.   A maioria  dos Governos se fechou devido ao alto contágio e isso teve um impacto extremamente forte na economia,  atingindo toda a população”.