Homenagem do CRECISP aos Profissionais de Saúde

Jucon promove conciliação virtual

Matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo em 08/08/2020



Conversando é que a gente se entende. Nada mais verdadeiro do que isso. Afinal, não raros são os casos em que uma conversa consegue terminar com mal-entendidos e pacificar situações que poderiam até mesmo dar início a longos processos judiciais.

A Justiça vem, há décadas, sendo sobrecarregada por ações, cujos querelantes abriram mão dessa tentativa de acordo prévio e, por conta disso, nosso sistema judiciário tornou-se lento e congestionado por casos que poderiam ter sido solucionados fora dos tribunais.

No mercado imobiliário, esse cenário também se repete. As partes envolvidas em uma contenda, muitas vezes, nem têm conhecimento da possibilidade de uma conciliação, perdendo, com isso, a oportunidade de uma resposta mais rápida às suas demandas.

No CRECISP, o trabalho da Jucon – Junta de Conciliação – em todo o Estado tem se mostrado muito eficiente, proporcionando ótimos resultados e evitando a judicialização dos casos.

Em cada Delegacia e, também, na sede, corretores membros dessa comissão atuam como mediadores, empenhados em fechar acordos bons para todos os envolvidos. Anteriormente à pandemia, esses profissionais se reuniam periodicamente com querelantes e querelados para uma audiência de pacificação. E na última semana, o CRECISP inaugurou uma nova forma de realização desses encontros: a videoconferência.

No dia 4 de agosto, o Conselho realizou a primeira audiência de conciliação virtual, por meio do Google Meet, em São Paulo. O Departamento de Ética e Disciplina da entidade convocou o coordenador da Jucon Valter Azevedo, e o membro Carlos Eduardo Carijó da Câmara, após o início da portaria nº 8.731/2020, que estabeleceu sessões coletivas deliberativas virtuais.

As partes envolvidas também estiveram presentes na sala virtual e ambas tiveram a chance de narrar suas versões para o fato que motivou o processo no Conselho. Com isso, a audiência resultou frutífera, conciliando os interesses dos dois lados.

Para o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto, esse é um momento muito significativo para o Conselho, que permite soluções mais rápidas e eficazes às questões pertinentes ao mercado imobiliário. “A exemplo do que já ocorreu com outras comissões, como a Coapin e Cefisp, a tecnologia nos permitiu dar plena continuidade aos trabalhos, seja analisando pedidos de inscrição, processos ético-disciplinares ou, ainda, promovendo acordos. Nosso objetivo é eliminar gargalos para retornarmos às atividades presenciais sem que nada esteja emperrado.”