Homenagem do CRECISP aos Profissionais de Saúde

Sylvio Capanema, autor da lei do inquilinato, morre vítima da Covid-19

Matéria publicada na Revista PEGN

Aos 82 anos, o jurista carioca Sylvio Capanema de Souza morreu neste sábado vítima da Covid-19. Autor da lei do inquilinato, ele estava internado no Hospital Copa Star, no Rio, desde maio. O óbito aconteceu na madrugada de sexta para sábado, confirmou a assessoria do hospital.

Desembargador aposentado, foi responsável por importantes contribuições no direito imobiliário. Flamenguista, era pai da juíza do TJ-RJ Marcia Santos Capanema de Souza. A Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro lamentou a morte de Capanema.

"Com pesar, a AMAERJ comunica aos associados a morte do desembargador aposentado Sylvio Capanema de Souza, vítima do coronavírus (Covid-19). Notável magistrado, advogado e professor", informou a associação em seu site.

Em nota, a Associação Brasileira das Administradoras de Imóveis (Abadi), ao lamentar a morte de Capanema ressalta que ele foi "uma figura marcante em todos os momentos importantes da Abadi e do mercado imobiliário". O presidente da Abadi, Rafael Thomé, assina a mensagem de pêsames e enaltece seu legado para o setor jurídico.

"O dr. Sylvio Capanema sempre foi figura marcante em todos os momentos importantes da ABADI e do mercado imobiliário, de colaboração irretocável na elaboração do projeto da festejada Lei do Inquilinato. Sua obra, seu desprendimento, sua humildade e o seu carinho ficarão eternizados na memória de todos os abadianos, ficando a inefável lembrança de suas eloquentes palestras e da amabilidade com a qual tratava todos que o cercavam. Nossas condolências aos familiares e emocionados agradecimentos pelo  incomparável legado deixado por um homem brilhante", escreveu.

Sylvio foi professor titular de Direito Civil da Faculdade Cândido Mendes e também lecionava na pós-graduação em Direito Civil da Universidade Estácio de Sá e na Escola de Magistratura do Rio de Janeiro. Ingressou na magistratura em 1994 representando o 5º constitucional da advocacia, que exerceu durante 33 anos no Rio de Janeiro.

Foi vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro até 2008, membro efetivo do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro e integrou o Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

Um perfil dedicado ao professor Sylvio Capanema no Instagram publicou nesta manhã uma mensagem em homenagem ao advogado.

Em outra rede social, uma internauta lamentou a perda do advogado e professor e o avanço do coronavírus no Brasil que já conta com mais de um milhão de casos.

Capanema fundou a Associação dos advogados do direito imobiliário – ABAMI e oi agraciado com a medalha JK, conferida pelo COFECI e CRECI-RJ. Autor do livro "A Lei do inquilinato comentada", "Da ação de despejo" e "Comentários ao Novo Código Civil".